Para cada moagem, um café diferente.

Entender como funciona a moagem e a pressão gerada por ela é um dos primeiros passos para você encontrar o seu melhor resultado

 

É comum que as suas primeiras extrações na cafeteira travem a manivela ou até que a crema não apareça, isso porque existem alguns truques para o preparo do pó de café antes de ele ser compactado no filtro.

Você já deve ter visto o vídeo com a nossa receita básica, certo? Se você está fazendo um espresso na Cafeteira Aram é imprescindível que você o veja para continuar essa matéria. Clique aqui.

Um ótimo café começa com grãos de qualidade e o mais fresco possível. O ideal é que esteja torrado há mais de 5 dias e com no máximo 30 dias depois da torra. O segredo de um saboroso e belo espresso é um café fresco e cheio de vida. Caso não tenha em mãos todo esse frescor, use o que tiver. Você vai conseguir bons resultados com cafés menos frescos também. O importante é entender os princípios básicos que vamos explicar por aqui. 😉

Umas das coisas mais emocionantes durante o preparo é poder ver aquela crema bonita. Uma bela crema indica basicamente duas coisas: os grãos estão com uma torra fresca e os óleos naturais do café mais difíceis de serem extraídos foram para o copo.

Ela é formada por óleos e gases como o CO2, proveniente da torra, por isso, quanto mais fresco a torra, mais chances de acertar na crema e no sabor. Uma crema toda manchada (tigrada) mostra componentes diferentes sendo extraídos, então, normalmente quanto mais cores mais sabores e mais complexidade o espresso pode ter.

Mas cuidado: gases – e principalmente o gás carbônico – são amargos. Lembre-se que um espresso agradável é harmônico e equilibrado. Nossa dica é: antes de tomar misture com uma colher ou afaste a crema.

 

O desempenho da Cafeteira Aram e de todas as máquinas de espresso é garantido pela qualidade do café que você tem em mãos e da sua moagem. Valem cada centavo investido.

 

Caso não seja possível moer na hora, tudo bem. Ainda é possível fazer um café gostoso. O importante é saber que moer na hora te faz alcançar os melhores resultados em qualquer bebida com café.

Um café já moído vai perdendo sua qualidade e crema a cada hora que passa pelo efeito da oxidação, causada pelo contato do grão com o oxigênio. Ou seja, um café que foi mantido em grãos e moído na hora vai te dar muito mais sabor e crema que um café moído há dias.

Para você entender melhor, fizemos varias moagens diferentes usando a mesma quantidade de café de 19gr. Para você replicar em casa, é importante manter sempre a mesma quantidade de grão de café, e focar somente no ajuste da moagem.

Veja os exemplos abaixo:

 

1A

Moagem 1

Na foto acima você vê uma moagem grossa, normalmente indicada para café filtrado. Os pedaços são grandes, lembrando sal grosso. Abaixo, o resultado: 

Moagem 1 – resultado

Uma bebida mais rala, sem crema e que lembra muito um café filtrado. Isso acontece porque a moagem está tão grossa e existe tanto espaço com ar entre cada grãozinho moído, que a água passa por estes espaços vagos sem dificuldade, sem fazer pressão alguma, sendo bem fácil de girar a manivela. Isso faz o tempo de extração ser bem rápido (algo menor que 15 segundos), criando muitos esguichos e uma bebida sub extraída. Ou seja, você não conseguiu extrair todas as substâncias gostosas do grão de café com esse tempo de extração. – É provável que com essa moagem grossa, você não tenha gerado nenhuma pressão. 0 bar.

 

Moagem 2

Neste outro teste a moagem está menos grossa. Parece bastante com a moagem do café tradicional já moído de supermercado.

Moagem 2 – resultado

A bebida final fez um pouco mais de crema, menos esguichos e o sabor ficou mais agradável. Existem menos espaços com ar entre cada grãozinho de café, criando um pouco de pressão que fez extrair mais do café. Nesse nível você já conseguiu sentir um pouco de peso ao girar a manivela, mas ainda bem leve. Foi até fácil girar a manivela, não foi? –  É provável que você tenha gerado algo entre 1 e 3 bares de pressão.

 

Moagem 3

Na moagem acima você chegou no ponto ideal. A moagem está mais fina, lembrando um sal refinado, ou algo próximo ao talco. É mais fino que o café de mercado. 

 

Moagem 3 – resultado

E agora o nosso sonho de espresso! A extração demorou em torno de 25 a 35 segundos – tempo contado a partir da descida da manivela. O giro da manivela ficou mais pesado, mas nada desconfortável a ponto de mexer a cafeteira de lugar, nem leve a ponto de girar com um dedo na manivela. O café saiu cremoso como um chocolate quente. O resultado é aquele café cheio de crema e sabor equilibrado. – Com essa moagem, é provável que você tenha gerado algo entre 5 e 9 bares de pressão.

 

Moagem 4

Já no pó de café acima você vê uma moagem mais fina – indicada para café turco. Somente com o olhos é impossível perceber a diferença entre ela e a moagem 3, mas o resultado é bem diferente.

Moagem 4 – resultado

O resultado da utilização da moagem 4 você vê acima: O pó ficou tão fino que não existe espaço entre cada grãozinho de café para a água passar por ele, fazendo sair somente algumas gotas de café pelo filtro. O giro da manivela ficou muito pesado a ponto de mexer a cafeteira de lugar e quase não saiu bebida. O tempo para descer toda a manivela levou alguns minutos, ou você simplesmente não conseguiu girar a manivela de tão pesado que ficou. Se a manivelar travar de tão pesada ou ficar muito difícil de girar, pare imediatamente.

 

Não tente forçar a manivela, isso vai danificar o seu filtro, deixando ele abaloado. Espere a pressão baixar e gire lentamente até descer toda a manivela, removendo toda a água para que seja seguro abrir o porta filtro.

 

Com essa moagem tão fina, é provável que você tenha gerado algo entre 10 a 20 bares de pressão. Muita pressão faz você extrair substancias desagradáveis do café, alem de forçar demais seu equipamento.

Atente:

A moagem é a parte mais delicada do espresso e vai interferir diretamente no resultado final. A extração na cafeteira Aram é geralmente um pouco mais fina do que a moagem utilizada em outras máquinas de espresso elétricas. Teste antes de comprar um pacote de café já moído.

Não se prenda a conseguir uma moagem idêntica às da foto, pois para cada tipo de grão de café, você terá que fazer pequenos ajustes na moagem. Às vezes um pouco mais fino, as vezes mais grosso, sendo imperceptível aos olhos. Fique atento ao resultado no copo. Observe a densidade, o tempo que levou para extrair seu espresso e principalmente ao sabor final.

Se você conseguiu chegar a sua moagem ideal com um café, não quer dizer que essa regulagem vai funcionar com todos os grãos que tiver. Para cada novo tipo de café, será necessário fazer pequenos ajustes na moagem.

Faça alguns testes e encontre a moagem ideal para o seu paladar.

 

Espero ter ajudado a entender mais sobre a arte do espresso. Se você não sabe qual moedor usar, confira aqui neste outro artigo os moedores que a gente indica!

Se precisar de ajuda, entre em contato via e-mail [email protected] ou através do whatsapp +5541984208226.



Our clients comments
  1. Pingback: Qual moedor de café usar? – Aram Soulcraft

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post relacionados